Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

12
Nov17

#11 Hora da sesta

David Marinho

Havia um cão

perdido, que pedia liberdade

de olhos meigos, irrequieto

que morreu vítima da verdade

que o humano não soube inventar.

 

Procurava comida

apanhava chuva e tempestades

e fazia com o tempo

deixando ou não saudades

vivendo com o vento.

 

Pudesse eu fazê-lo retornar à vida

aos sonhos de qualquer animal

que o irracional sente mas não pensa

que o racional, miserável não vê mal

que ao pobre pequeno não o sustenta.

 

E os olhos fecharam-se

meigos, fizeram-se frios e distantes

que descanse noutro lado

bem mais feliz em passeios constantes,

que aqui não teve...triste fado.

 

4 comentários

Deixa a tua marca

O que procuras?

leituras-verao-mrec

Quem sou eu?

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
Imagens retiradas do banco de imagens Pexels, quando não são da minha autoria. Entrem em contacto comigo caso queiram ver apagadas as fotos que sejam do vosso direito e da vossa autoria.