Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Não gostas, queres ver!

Domingo à tarde

Não gostas, queres ver!

05
Jan18

Como dar prioridade às vossas resoluções deste ano?

David Marinho

Eis que me surgiu a primeira dúvida existencial do ano:

Como fechar uma resolução se queremos concretizar 50?

E isto acontece porquê?

Porque não existe resoluções encadeadas, ou quando queremos resolver coisas diferentes na nossa vida.

O que fazer?

Priorizar as resoluções. O que é mais importante mas sobretudo mais rápido de resolver? E dar prioridade por tempos de resposta e depois por importância. Nem todas são de urgência extrema. Mas mesmo aqui assumo que é difícil de perceber o que é realmente importante, porque, por exemplo, saúde e dinheiro teoricamente são muito diferentes e facilmente se percebe qual a mais importante. E se tivermos uma dívida no imediato? Se calhar colocamos a saúde para segundo plano, não é?

O que vou fazer?

Depois da lista de resoluções, vou-lhes colar uma prioridade, como uma lista de afazeres. Bem sei que vai requerer bastante tempo e análise.

 

Façam o mesmo.

04
Jan18

3 maneiras de viver com este tempo

David Marinho

Tempo murcho, friorento, que pede mais sofá e menos trabalho, não é?

Ficam as dicas do Conde David

1. Kit essencial: camisola manga comprida, calças de fato treino meio gastas, meia grossa, daquelas que não usamos na rua por vergonha e chinelo a.k.a. pantufa esquimó;

2. Usarem relógios porque os estores são para fechar por completo, de tal forma que deixamos de perceber se ainda é dia e estamos em Janeiro ou se já é noite em Abril;

3. Netflix, tv por cabo, antena, tdt, puxadas, macacadas, livros, músicas, instrumentos (os musicais para começar) são obrigatórios, não necessariamente por acumulação. 

 

Para quem está a trabalhar, é desejar que acabe rápido e se metam em casa porque isto não é vida para ninguém. Nem isto nem esta coisa que nem chove nem deixa chover. Era como o São Pedrocas andasse aflito para mijar mas tivesse vergonha de o fazer em qualquer lado. Assim temos de esperar. 

 

Muito visual, eu sei.

04
Jan18

Acordei burguês

David Marinho

Hoje acordei burguês, endinheirado até ao tutano, com posses por todo o lado desde Lisboa até aos campos de Caneças. Perguntar-me-ão, não sem antes com uma tremenda delicadeza e um sentido apuradíssimo de respeito: "Mas Conde David, o que o faz sentir-se uma figura exemplar e seguidora dos mais altos valores da sociedade?" e eu direi com palavras caras: "Porque sim." apagando o meu cachimbo, pondo no bolso o meu monóculo, que um dia haverá de ser apanágio dos Presidentes da República (quando a monarquia cair).

Na verdade estou a beber um café no cinema de São Jorge, em plena Avenida da Liberdade em Lisboa. Este acto de existir para um simples café é qualquer coisa de extraordinário.

Um dia convido os meus semelhantes, vossas excelências, para uma conversa neste espaço, ao qual darei o nome de "Conversas de Conde ao São Jorge" - aproveito e vou já ao notário, ate já.

IMG_20180104_091555.jpg

 

O que procuras?

Autor disto

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Instagram

Blogs Portugal

O que já foi escrito

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D