Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Domingo à tarde

Não gostas, queres ver!

04.03.18

3 questões a fazer com a falta de inspiração para escrever


Sabem porque ter um blogue é difícil?

Porque nem sempre temos inspiração. Pior...quando ela não vem, ausenta-se logo por vários dias e as coisas quase que ficam ao abandono.

Mas vamos tentar perceber o porquê disto acontecer, com 3 questões simples (podiam ser mais):

  1. Querem um estilo próprio para o blogue ou vai sem estilo mesmo?
  2. O que vos inspira?
  3. Pretendem um blogue para o social ou uma coisa mais pessoal?

E agora as explicações:

  1. Ter um estilo próprio ajuda imenso porque seguem uma linha de raciocínio, e que pode redundar, por exemplo, num diário da vossa vida ou em alguma obra ficcional que possam criar. As pessoas gostam disso, porque fá-las sentirem-se terra-a-terra e, em alguns casos, melhores ou piores do que já estão. Ao invés disso, se optam por uma coisa qualquer, talvez ganhem a inspiração para qualquer coisa, mas as ideias dispersam-se mais facilmente;
  2. Complementando com o que foi dito no ponto 1, se seguirem uma linha, a inspiração é quase catalogada. Caso contrário, qualquer "pedrinha da calçada" serve como inspiração. Não quer dizer que possa aparecer por obra e senhor do acaso, mas que ajuda...ajuda;
  3. Todos nós gostamos de reconhecimento, de ter gente a ler-nos, porque ter um blogue público (não vou discutir os privados e os públicos, dos blogues que servem para auto-comiseração/auto-inspiração/autocarro/automóvel, etc) é torná-lo por si só social. Mas se queremos realmente tornar tudo isto social, temos de ser regulares, cativantes e melhorar sempre. E sobretudo sermos vistos pelos outros, o que requer tempo e dedicação, muita leitura e comentários. Se queremos isto mais recreativo, privado, continuem o que têm feito até agora. A diferença está na maior ou menor dedicação que damos a isto fora do nosso blogue, como forma de atrair gente cá para dentro.

Concluindo, tudo o que escrevi serve também para mim, que tenho as minhas alturas menos conseguidas e a dedicação pelas ruas da amargura. Mas creio que ilumina algumas cabeças que ainda não tinham pensado nesta perspectiva.

 

O que pensam disto?

pexels-photo-355988.jpeg

25 comentários

Comentar post