Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Domingo à tarde

Não gostas, queres ver!

Domingo à tarde

Não gostas, queres ver!

03
Jan18

Comboios que são como a vida

David Marinho

Sai mais um atraso

Para os que, como eu

Ainda não se renderam

À combustão do seu espaço 

Pagando portagem

Pagando combustível 

Pagando o selo e o selinho

A inspecção que é tudo

Menos inspecção. 

 

Ou então

Renderam-se às evidências 

Que o tempo é tão curto 

Para tanta poupança

Que vale mais um atraso de uma hora

Que o atraso de uma vida.

 

A bordo de um comboio que engripou, parou por doença de alguém e ainda esperou pelos seus semelhantes que estavam atrasados. Aqui acontece tudo, é um bocado como a vida. 

O que procuras?

De volta à universidade?

universitarios022018-mrec

Autor disto

Por onde ando

Queres mandar-me uma mensagem?

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal

O que já foi escrito

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D