Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

Há sempre um burro na história

Que lata que tu tens.

Quer dizer, vens para aqui dizer que não tens ninguém, que ninguém gosta de ti e que és um fardo para a sociedade. O caralho, é que és!

Disse-to tantas vezes, caraças! Este mundo anda louco, matam-se uns aos outros e como se não chegasse...até se comem uns aos outros. Mas daí a seres um fardo, alto lá.

E achas que não sei? Não te deixasses levar por essa paixoneta estúpida, que te consumiu rápido como um eucalipto. Ao menos o tivesses fodido, agora isto não é nada. Manda-o pastar!

Quem é que manda em ti afinal? Quem? Tu. Repete: TU! És crescidinha para decidires que passos dar na vida, ou não? De andar de forma altiva e segura na rua, sem vergonha do que és, do que sentes ou do que fizeste. E escolhe melhor, rapariga.

Claaaaro, e tu que não tivesses de me mandar isso à cara, essas boquinhas de mendigo mal ajeitado. Fica sabendo que quem te deu a mão quando andavas na merda fui eu, esqueceste-te? Pois, burro fui eu. Há sempre um burro nesta história.

adult-beard-blur-953207.jpg

 

*ficção*

apoio-escolar-pnl-billboard

2 comentários

Comentar post