Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

23
Dez17

Última hora: feridos nesta quadra natalícia

David Marinho

Sábado, 23 de Dezembro. A quem faltar algo para o Natal desejo muita sorte, muita paciência e sobretudo compaixão pelo outro, pela sua própria vida. 

Não será tarefa fácil a guerra civil que se vai instalar num Hipermercado, Fórum, Centro Comercial, Lojinha, Lojona e Lojão (existem estes nomes? Doesn't matter, YOLO, YOGA, Jesus, Merry Motherfucker Christmas). Teremos feridos, homens e mulheres que cairão sem dignidade - principalmente o homem que não aguentará mais do que 15 minutos enfaixado entre a secção dos congelados, numa fila para a caixa.

Por isso resta-nos rezar, dizer que Natal não é isto e admitir que temos um caminho longo pela frente, no que toca ao combate ao consumismo, ao histerismo e ao coise.

Repitam comigo, enquanto estiverem nas compras;

- Ai...que estou todo turbinado. 

- Ai...Olé...que eu estou todo turbinado.

 

Agora em loop, pode ser?

Boas compras, corajosos. 

09
Set17

Boa tarde!

David Marinho

 Hoje quero homenagear aquelas pessoas que dão os bons dias/tardes/noites no plano temporal diferente ao que estão, e uma dessas pessoas sou eu.

Devo admitir que senti desde cedo um certo desprezo da sociedade por trocar com alguma regularidade os meus cumprimentos, uma falta de respeito por apenas me enganar e esquecer a que altura do dia estou, que não se coaduna com aquilo que estou a dizer. Fui muitas vezes apelidado de estúpido, otário e um acéfalo, pelo que o problema é real, é pouco notado na sociedade, e quero aqui deixar o meu apelo para que situações destas deixem de acontecer e que nós, tão humanos como os outros, possamos ter uma vida em paz e sossego, fora desta violência gratuita que nos assola todos os dias.

 

Agora a sério: se eu estiver errado quanto ao meu cumprimento inicial, deixem andar. Gosto de viver no limite!

 

ninguém se magoou na concepção deste texto, excepto o teclado que há muito lhe falta uma tecla e não resiste a dedadas, que é para isso que ele serve.

O que procuras?

leituras-verao-mrec

Quem sou eu?

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
Imagens retiradas do banco de imagens Pexels, quando não são da minha autoria. Entrem em contacto comigo caso queiram ver apagadas as fotos que sejam do vosso direito e da vossa autoria.