Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Não gostas, queres ver!

Domingo à tarde

Não gostas, queres ver!

09
Jan18

"A vida é sempre a perder"

David Marinho

Lá vão os Maneis,

as Marias,

os Joões,

as Isabeis,

os Franciscos,

as Alexandras,

correndo estrada fora, molhando as calças, os vestidos e as saias até aos joelhos,

pelos carros que passam e não param, como a chuva que cai e não esquece.

Os pára-brisas movem-se freneticamente,

os motores deitam fumo,

às vezes engripam-se

(como as pessoas).

Os quiosques recolhem os jornais, as revistas e as raspadinhas,

as mercearias recolhem as frutas e os legumes,

os cafés enchem-se, as pastelarias enchem-se, as salas de chá enchem-se

- dizem que a chuva é boa para o negócio.

E eu, como a senhora Antónia,

a Gertrudes,

a Manuela,

a Susete,

que comenta com o seu marido José

que a vizinha do segundo esquerdo deve ser uma rameira.

E vivem, revivem, como eu que estou à janela também

vendo e revendo,

vivendo,

a chuva que cai, os ventos que caem,

como as temperaturas,

enfim, como a vida,

que como diziam:

"é sempre a perder". 

09
Jan18

Olhem como chove!

David Marinho

IMG_0259.jpgPois é, a chuva hoje não abranda e eu estou de folga (pausa para aquele risinho malandro), vendo-vos em completo stress por levarem com a mãe natureza em cima (isto soou mal?). A chuva para mim é poesia, um desembaraço da alma. Parecendo que não, só a memória e o pensamento que temos quando ouvimos falar de chuva, já nos transporta para um estado de espírito que não se coaduna com nada menos do que sentimento, paixão, anestesia das emoções. Quem não encontra na chuva um livro, uma caneca de café, chá, chocolate quente, uma manta, luzes apagadas para sentir o escuro do dia? Quando decidi pelo nome do meu espaço, foi também a pensar nos Domingos à tarde de chuva, que pedia total inércia, total apaziguamento do corpo. 

No entanto eu percebo, a chuva estraga os planos lá fora, tira esperança de umas saídas engraçadas e molha. Ninguém gosta de se molhar, muito menos quando é Inverno e as temperaturas descem a pique. 

Mas a carga emocional que a chuva tem, essa é muito maior do que qualquer estado de espírito ou outro estado do tempo.

Bom dia.

04
Dez17

Socorro: estou com frio.

David Marinho

Uma pergunta rápida: O que ver em Barcelona em 2 dias? 

 

Como já captei a vossa atenção, vou-vos falar do frio.

Estou a brincar.

(Não estou nada.)

É que sinto frio, sinto-o algures no corpo e começo a precisar de um cobertor em todo o sítio onde vá, o que é preocupante porque estou algo habituado a andar como se estivesse num país quente e ensolarado (ensolarado até está mas quente...). Aliás, sinto frio em partes do corpo onde julgava que o frio não iria entrar, o que quer dizer que estou oficialmente no mesmo patamar das pessoas normais, completamente adaptado aos terrores da estação e pronto para o Natal e para uma lareira à frente dos olhos. Só falta mesmo nevar, mas estes marotos 6 graus ainda não permitem tal coisa. 

Por isso, proponho duas soluções, vindas de uma pessoa que não percebe bem como funciona isto:

  • Comer que nem um alarve e hibernar, porque em todo o caso sou um selvagem;
  • Acender uma mega fogueira, um caldeirão com água e pôr-me lá dentro até ser possível sobreviver;

O que acham que é melhor? É um apelo urgente de um tipo que não sabe viver com muita roupa vestida, com uma tremedeira constante dos maxilares, sujeito a partir os dentes todos e cujo frio chegou ao osso.

Resultado de imagem para freezing cartoon

O que procuras?

Autor disto

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Instagram

Blogs Portugal

O que já foi escrito

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D