Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

18
Mai18

Também mereço um devaneio, ora

David Marinho

O que tenho sofrido com pessoas

e as pessoas sofrido comigo

é como aqueles anúncios com recompensas

que em vez de dois, leva um e já vai estragado.

Sinto que

independente do que sou

as pessoas gostam do que sou.

Quem seria eu sem gostar,

e sem que gostassem?

Não crer que se vive sozinho

é não crer que não se vive acompanhado?

Não e não creio.

E elas aparecem aos magodes.

(que palavra tão engraçada)

para me dizerem o que não vi

mas vi.

e sei o que pretendem.

e não quero saber.

 

19
Fev18

Ninguém se digna

David Marinho

Leviana a noite

Que passa o tempo

A misericórdia

E vai sussurrando ao vento

Essa moda do alento

Da burrice e da concórdia.

 

Entre a espada e a parede

Devia estar a vida e a morte

Que tudo o resto se resolverá

Ao acaso ou sem sorte

Que ninguém aqui é lorde

Nem santo ou entregue ao Deus dará.

O que procuras?

leituras-verao-mrec

Quem sou eu?

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
Imagens retiradas do banco de imagens Pexels, quando não são da minha autoria. Entrem em contacto comigo caso queiram ver apagadas as fotos que sejam do vosso direito e da vossa autoria.