Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

o que faço para o jantar?

Domingo à tarde

o que faço para o jantar?

30.Ago.17

#1 Chucha-me o nabo

David Marinho
Chucha-me o nabo surgiu quando num grupo de amigos proferi tais palavras e a risada iniciou-se. Tal como qualquer marketer, sentindo-me como tal, pensei: "Olha, isto é coisa para pegar!" e assim foi. Quer dizer, não peguei nem vão pegar. Muito menos chuchar...vocês perceberam. Para hoje trago-vos uma teoria da batata (ou não), querem? Claro que querem, também não terão escolha.  Porque é que depois da adolescência tempo é incrivelmente rápido?  Nós durante a juventude (...)
24.Ago.17

Lembram-se disto?

David Marinho
Enquanto passeava no sono, pensava no quão real os sonhos e as imagens que traçamos na nossa cabeça podem ser tão reais e transparentes.    Eis o que me lembro:   Enquanto me sento nas escadas do alpendre da casa do meu primo C., reparo no ar distante dele.  - Então, há muito tempo aqui?  - Olha acabei o que queria fazer e vim tomar conta dos pequenos.  Viramos a cabeça ao mesmo tempo para o sítio onde estavam as crianças e ali ficámos a segui-las com o olhar.  - (...)
13.Ago.17

Porque discutem?

David Marinho
Quando me perguntam porque não discuto com ninguém, pergunto sempre se costumam falar antes de discutir. Conversar começou a ser assunto tabu, porque parece que as pessoas começaram a gostar mais de sangue, de gritos e de sentirem uma certa supremacia sobre os outros. Já ninguém questiona o que está mal, o que poderá melhorar, se tem condições para continuar na sua própria condição. Preferem antes dar espaço aos outros de o fazerem e, caso não agrade, cria-se um certo (...)
16.Jun.17

Andam a brincar à temperaturas? 41 graus?

David Marinho
Sou uma pessoa equilibrada, e isso equivale dizer que este calor é tudo menos equilibrado. A menos que esteja numa água que esteja a 15 graus porque aí não vou sentir é nada. Não percebo nada deste tempo, e permitem-me dizer-vos isto (e magoar até quem se lembrar de passar umas boas férias em Agosto): Agosto vai estar pior do que agora. É que parece-me que isto é queimar cartuxos da festa e que, quando chegar o tempo dele, nada vai ser igual. Mas tem uma coisa chamada "Secar (...)
13.Jun.17

Segurança de bairro

David Marinho
Percebo Pessoa, quando se sentra em frente à janela a observar em silêncio as pessoas na rua. Imaginamos os diálogos, os gestos característicos, quem passa e quem não passa, com uma atenção tal que podíamos ser perfeitamente o segurança do bairro que tanto nos falta. É que o tempo aqui flui, como ler, escrever ou ouvir música. O tempo é despido de carne, porque isso é que não percebo porque custa tanto a passar às vezes, e noutras tão pouco - inexplicável? talvez. Gosto da (...)
Copyrighted.com Registered & Protected 
Z3V4-KWNR-IU74-YMMD