Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Domingo à tarde

Vais dizer-me que não gostas...

Domingo à tarde

Vais dizer-me que não gostas...

10.Jul.17

Vou mudar...

Não são raros os dias que fico mais 20 minutos na cama, de olhos abertos, a pensar. Às vezes alongo, imaginando as voltas que a vida dá, dando voltas na cama como se do mundo se tratasse. Não é preciso estar-se preocupado, viver-se dias terríveis, para aí podermos pensar só em nós, certo? É que o conceito de "pensar em nós mesmos" tem significados que não devia ter, sobretudo pejorativos, que se alia a uma certa ganância de género e de estado emocional que não deveria ser. E quando me levanto, imagino músicas motivacionais a envolverem-me enquanto salvo o mundo (estou a brincar, geralmente tenho é fome), mas não me levanto sem antes pensar que hoje é que vai ser. Gabo a coragem a quem se levanta e faz coisas com uma naturalidade e pontualidade incríveis porque tomou a liberdade de mudar, de fazer, e sobretudo de fazer acontecer. E isso é quase um dom que só atinge quem realmente está disposto a "sofrer" até o hábito tomar conta de nós. É que tenho de fazer acontecer com alguma urgência, e o que antes era apenas um reparo motivacional, hoje é o maior reparo que tenho de fazer na minha vida: por mim, pela minha saúde e bem estar. Vou mudar...

2 comentários

Comentar post