Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

20.Out.18

Porquê eu?

David Marinho
Hoje o sol brota, ontem foi a chuva. É um bocado como a vida, que vai e vem com naturalidade. Não é mentira nenhuma que nem sempre nos sentimos bem, e que no dia a seguir estamos melhor ou estamos bem.  A teoria de que tudo é volátil e efémero não é descabido, quando todos o animais renovam a pele ano após ano. Todos mudamos a forma e o conteúdo dependendo do contexto e do ambiente.  Relativizar devia ser norma. Não há outra de aceitar a vida sem ser relativizando-a. A vida (...)
17.Out.18

Mas afinal: uso ou não uso casaco?

David Marinho
Precisava imenso de saber. Ainda hoje pensava nisso quando trouxe um casaco que, e já estamos no final dia, ainda não o usei. Sou aquele tipo de pessoa que não gosta de transportar nada nas mãos ou braços para poder esbracejar á vontade, sentir-se livre, sendo que as costas é que pagam, por causa da mochila. Mas a meteorologia é qualquer coisa de sombria. Não sabemos muito bem o que podemos contar, independentemente da estação do ano. O que pode ser irritante para quem tem de (...)
15.Out.18

Leslie e o futuro

David Marinho
O país não está preparado para nenhuma tragédia. Talvez seja fruto da segurança que sempre nos foi garantida, quer nacional, quer meteorológica. Mas não estamos preparados para quando algo nos devasta o país, como por exemplo a tempestade Leslie. Quando me preparava ao início da noite para ir trabalhar, deparei-me com os avisos de que as pontes em Lisboa podiam fechar. Se fechassem, toda a margem sul ficava isolada do resto país, sobrando a hipótese de, querendo ir para Lisboa, (...)