Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

05.Set.18

A idade dos planos

David Marinho

E eis que de repente sou obrigado a manter excéis, calendários, folhetos, pagamentos, registos vários de várias coisas chatas em dia. Dou por mim a ter de planear, prever e pensar no amanhã, coisas que seriam impossíveis até há algum tempo porque, quando se vive do presente, não é de todo isso que acontece. 

Mas existe um outro lado que me diz que assim é que está bom. Quando o tempo escasseia, os imprevistos acontecem, é na base do planeamento que nos vamos virar. É difícil ter cabeça para, em meia dúzia de segundos, percebermos por vezes o que temos de fazer e sobretudo o que podemos fazer. 

Pior mesmo é cumprir tudo à risca no começo. Devo admitir que quando é planeado, sinto uma certa obrigação moral para cumprir mas nem sempre o faço. No entanto, a predisposição para fazer tem sido muito maior, por isso aconselho-vos a fazer o mesmo. 

E hoje é o que temos, enfiado num excel, um calendário e o homebanking.

agenda-concept-development-7376.jpg

2 comentários

Comentar post