Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

30.Out.18

Basta que sorrias que eu fico bem

David Marinho

Estou na fase das pequeninas coisas que se tornam muito grandes, que quando encostas a cabeça no meu ombro, algo me diz que precisas de protecção, de apoio, de amor. E eu largo tudo para to dar. Quantas vezes não morri de satisfação por te ouvir rir a bandeiras despregadas, como se nos libertássemos de todas as tensões que o mundo nos devolvia todos os dias? Selámos muitas vezes esse riso com abraços, para que o coração abrandasse da falta de ar, puxando pelo corpo até doer a barriga.

Adormeci sempre a pensar na sorte que és para mim, que de tanta coisa boa que a vida me podia dar, seguramente tu foste a melhor. Que aprendi a fazer um pouco de tudo sozinho mas contigo...oh, contigo tudo é maior e melhor. Às vezes tenho de explicar que existem pessoas que nos fazem melhor do que somos, que nos arrancam o melhor sem mexerem um dedo. Só a tua presença renova logo a energia e o ar fica menos pesado.

E passados estes anos todos, ainda és mais bonita, caramba!

E eu gozo com as tuas duas rugas, só para te ver tapar a cara e dizer que precisas de um creme novo. Envelhecer a pele, o tempo, faz-nos ter consciência de que as coisas que eram importantes, agora são muito mais. E eu sinto que a vida quando passa por mim, passa antes por ti para filtrar as coisas más. E eu secretamente agradeço-te.

Oh se agradeço.

 

Amo-te.

affection-benches-black-and-white-220836.jpg

4 comentários

Comentar post