Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

14.Ago.18

Queria escrever mas não consigo

David Marinho

Às vezes acho que é por não estar lá em baixo que as coisas não saem, com uma intensidade que me podia vibrar ao escrever e isso preocupa-me. As vezes que me sentei aqui para começar, e recomecei tantas vezes que perdi a vontade de continuar. Um pouco como na vida, como aquelas pessoas que desistem, destruídas pelo cansaço de lutar por elas. Escrever é menos sofrível mas às vezes cansamo-nos, perdemos o foco e a inspiração. 

Mas a culpa é minha. Querer fazer disto arte em vez de fazer disto simples porto de abrigo, leva-me a não saber o que dizer, aliás, a dizer da forma que quero.

E isto é sintomático de uma coisa maior: quantas vezes nos perdemos em defeitos criados por nós, simplesmente porque mesmo que nos sirva, não nos traz nenhuma alegria imediata? Percebem o que quero dizer? Procuramos os efeitos imediatos, alguma recompensa imediata, e acabamos por perder a essência das coisas, que é uma coisa muito mais distante, que se estende no tempo. 

analysis-blackboard-board-355952.jpg

6 comentários

Comentar post