Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

22.Jul.18

Quero dormir, posso?

David Marinho

Meio adormecido, meio macambúzio a meia luz, é assim que vai nascendo o dia de todos os dias. Ouvem-se os pássaros a chilrear desenfreados, ouve-se o vento que, embora estejamos em tempo quente, tem sido gelado, repentino e com força. Saio ali na usada Gare do Oriente num comboio à pinha vinda de Sintra, e comigo saem centenas de pessoas que irão fazer o mesmo que eu, ou pelo menos merecer por fazer, nascendo assim o dia de todos os dias. Não me apetece conversar, nem ver as vistas de sempre, prefiro ouvir.

Até ao meu primeiro café, sinto que o meu cérebro permanece em poupança de energia. É tudo cerebral para mim nas primeiras horas da manhã, desde o assimilar da hora de acordar,  com a luz do dia, com o pequeno-almoço em quantidade e qualidade, tudo.

Chego ao emprego e fico com a sensação de que estive aqui há pouco, que nada se passou desde que saí até que entrei, mas é o brio que nos faz continuar.

adult-bench-business-man-272064.jpg