Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

05.Fev.18

Até ao fim da vida

David Marinho
É para lá do rio Tejo que as diferenças acentuam-se, num banco de jardim, rodeado aqui e ali de montes alentejanos, e onde o vento susurra levemente e o silêncio se instala. - António, não vens almoçar? - Já vou, tenho tanto tempo! - Mas precisas de te alimentar, homem. - Eu sei, e hoje são migas e sopa de cação. - Adoro! - Também cabes na mesa, queres vir? - Quero. Comer é passatempo, quando o tempo não passa. Degustar a vida com o palato é das poucas coisas que faz (...)
25.Ago.17

Multibanco adormecido no meio do Alentejo

David Marinho
Dono do restaurante, no meio do Alentejo,  virando-se para o multibanco:- Então, queres dormir ou quê? E vendo que não dava em nada. - Bem, tem ali uma Caixa Geral em frente, já viu não já?Para bem entendedor...  E a vida passa devagar por aqui. Com ou sem dinheiro, com ou sem multibanco. E este mesmo adormeceu porque quem manda andar sem dinheiro?