Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

21.Nov.17

Porquê perder tempo?

David Marinho
O tique-taque das horas não perdoa, a menos que deixemos de lhe dar corda. E isto podia a metáfora para grande parte das situações do dia-a-dia, da vida em geral. É a corda que nos segura, nos ampara e nos favorece. O problema é quando dependemos de um fiozinho, fraco e indefeso, acabamos por nos separar daquilo que nos mantém. Vou-vos contar uma história: havia um menino (vou chamar-lhe Pedro) que tinha uma alegria infindável, contagiante, soberba até. Certo dia, uma dor (...)
21.Ago.17

Morte, és inacreditável

David Marinho
Não é um dia feliz. E não, não é por ser segunda-feira. Inevitalmente, das poucas coisas que me deixa arrasado, voltou a revelar-se. Morreu, não um amigo porque não tínhamos qualquer trato, mas morreu uma companhia de vida, de escola, de vista se assim quiserem. Doutourado, estudioso, revolucionário, e grande apreciador da História e das grandes causas morreu ontem com 31 anos de idade, vítima de cancro. Continuo sem perceber porque levam as grandes pessoas e vão deixando aqui (...)