Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

27.Abr.18

Vão embora porquê?

David Marinho
Odeio despedidas, caramba!No trabalho como na vida, as pessoas vão e veem, porque o destino assim as obriga. Ás vezes são oportunidades que aparecem, outras vezes são azares, e assim vão desaparecendo as pessoas da nossa vida por falta de presença ou por falta de tempo.Mas como odeio as despedidas, caraças!Não há compostura que segure o fim de um ciclo nem alegria momentânea que perdure no momento para nos dizer que acabar um ciclo é normal. É anti-natura o fim do fim, mesmo (...)
18.Abr.18

A despedida.

David Marinho
Vou viajar. A despedida.Vão ser poucos dias, dará para abrandar o ritmo de cidade que tenho tido nos últimos meses e sobretudo fazer um meio reset ao cérebro. Mas as despedidas mexem sempre comigo. Não sou nada de chorar e o momento também não pedia tal coisa, mas há sempre qualquer coisa em deixar o nosso lar, os nossos familiares com a nossa ausência que se torna quase anti-natura.Bem sei que quando estiver em solo espanhol, que me vou esquecer por momentos o que deixei, mas (...)