Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

21.Set.18

Queres o meu casaco?

David Marinho
Eu bem vi quando o frio cresceu na nossa direção.Nunca foste de pedir agasalho, muito menos de queixares-te ao tempo o frio que está. Seguravas sempre o maxilar para não começares a bater o dente, enquanto lançavas impropérios só porque o vento ficou feio à medida que a noite avançava.Sempre adorei esse teu jeito doce para rejeitar qualquer ajuda que fosse, à força de uma mulher que quer à força ser independente de tudo e todos. Mas dei-te o meu casaco.Eu sei, demoraste 5 (...)
30.Jun.18

Deus brinca com a meteorologia

David Marinho
Esta meteorologia maluca tem dedo de Deus (Desculpem lá começar assim), só pode!Mas tenho cá para mim uma teoria fortíssima: é que ele nao vai para novo, e como isto anda tudo estragado cá em baixo, vai testando umas coisas engraçadas só para ver até onde conseguimos aguentar. Porque nunca contou que conseguíssemos criar um ambiente de tal forma hostil, que ameaçasse de forma permanente o único sítio onde podemos viver. É que sou do tempo em que a meteorologia vinha em (...)
30.Mai.18

Podia ser Primavera

David Marinho
Névoa, luz branda, vento num corrupio, um silêncio desmesurado, uma vida que corre muito mais devagar.Esta podia ser a descrição de uma passagem de um filme ainda a preto e branco, ocorrida nas margens do Sena, numa Paris cambaleante devido à Guerra.Esta podia ser a descrição de um jovem apaixonado e não correspondido, sentado na pedra no Cais das Colunas em pleno Terreiro do Paço, olhando as margens de Inverno do imenso Tejo, sendo rasgado por Cacilheiros e pescadores em completo (...)