Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

18.Set.18

Porque gosto de ler

David Marinho
Gosto de ler porque isso traz-me alegria.É fácil pela imagem termos noção da felicidade, do ar de arrependimento, do sonho ou do pesadelo. Pelo som, a voz diz-nos quase tudo mas falta-nos pormenores. Pelas letras é a nossa interpretação, e é por isso que o livro desafia-nos muito mais.Os livros não trazem consenso, ou pelo tipo de escrita, pelo autor ou pela história. As letras são de interpretação livre, e isso faz com que alguns a rejeitem, com medo que a sua (...)
24.Mai.18

88ª Feira do Livro de Lisboa: um terror

David Marinho
Vou-vos confessar uma coisa.Amanhã inicia-se a 88ª edição da Feira do Livro de Lisboa e este é daqueles eventos que me deixam sempre com o bichinho para visitar. O grande problema desta feira é que o espaço é demasiado pequeno para tanta gente, e quase que andamos a fazer de carrinhos de choque em tudo o que mexe. Sempre podemos ir para o jardim do meio, mas o risco de apanhar bicharada a subir pelo corpo acima é de 100%.Bom, creio que até aqui está tudo bem.O meu grande (...)
02.Mar.18

Folheia as memórias?

David Marinho
Ela folheia o livro porque não usa marcador, e vai buscar à memória a página onde tinha ficado.É um pouco como quando acordamos e vamos lá atrás onde fica a barreira entre o simples sonho e a realidade.Mas enquanto ela folheia, vou ouvindo na parte de trás o choro compulsivo de quem perdeu. Essa folheia a memória, que vem embrulhada em pedras que a matam a cada instante.Não há nada mais difícil que suportar as memórias que doem e que não voltam, como uma justiça da qual lhe (...)