Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

22.Mai.18

3 dicas de como minimizar os danos de um trabalho por turnos

David Marinho
Percebo, pelo que vou vendo aqui no Sapo, que algumas pessoas já tiveram algumas experiências de trabalho por turnos. A esses, porque suponho que deixaram essa vida, digo: "Ainda bem!". Aos que ainda andam nesta vida como eu, digo: "Ainda bem!" - também é importante ter trabalho remunerado, de preferência com alguma justiça. Eu entendo quando me dizem que o corpo precisa de descanso, de uma rotina de descanso e que nunca deve fugir da normalidade, biologicamente falando. Aliás, uma (...)
26.Jan.18

Viver sorrindo e andando

David Marinho
Ninguém se acha pai ou mãe Da razão.  Se o engodo desencanta A expressão não colabora As palavras se enrolam.    Vivi noite e dia para estar para ser o que sou.  Só não fiz o que não me competia O que não me satisfazia  O que fazia de mim O que nunca fui.    Então sorrimos.  Sorrimos e andamos Que às tantas, de tantas Voltas que o mundo dá  Viajamos e vivemos Num total sorrindo E estou-me cagandismo. 
15.Ago.17

Peçam factura electrónica!

David Marinho
Fazer horários noturnos tem um coisa boa: dormir num horário em que todos estão a trabalhar e trabalhar num horário em que todos estão a dormir. Este desencontro é especialmente agradável porque não justificamos a ninguém (nem precisamos) o que trabalhamos ou o que dormimos. Mas o pior deste lado da vida é que há coisas que não dependem de nós: carteiros e publicidade. Eu tenho um campainha que tocada na rua, fica durante 1 minutos a tocar ininterruptamente em casa ecoando (...)