Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

30.Mai.18

Podia ser Primavera

David Marinho
Névoa, luz branda, vento num corrupio, um silêncio desmesurado, uma vida que corre muito mais devagar.Esta podia ser a descrição de uma passagem de um filme ainda a preto e branco, ocorrida nas margens do Sena, numa Paris cambaleante devido à Guerra.Esta podia ser a descrição de um jovem apaixonado e não correspondido, sentado na pedra no Cais das Colunas em pleno Terreiro do Paço, olhando as margens de Inverno do imenso Tejo, sendo rasgado por Cacilheiros e pescadores em completo (...)
12.Abr.18

Fod-##&#-# lá a chuva [explicito]

David Marinho
Bom dia.Hoje o meu progenitor faz anos e como prenda aí está um excelente dia de chuva. Aliás, o Senhor São Pedro fez questão de adornar este tempo com pontadas valentes de vento e um céu cinzentão que só pede descanso (é o que vou fazer já a seguir). Mas além do São, também quis enfeitar este tempo, piorando-o na óptica do meu utilizador. Trouxe uma manga curta com um casaco de muito meia estação e uns tenis de verão. Ora, como a água que não escoa é promovida a rio, (...)
20.Ago.17

Furei a dieta

David Marinho
Sentei-me na esplanada na melhor pastelaria da vila. Tão boa que tem uma esplanada que só de Uber se consegue chegar ao fim desta. E eu sentei-me na ponta, á sombra de umas árvores carregadas de passarinhos que cantarolavam canções de Primavera, aquelas que são imtemporais, visto que é Verão e elas não se calam. Urgiu-me questionar: "E se elas cagam em cima de um gajo?" e preocupou-me, pensei muito na vida. Por um lado o alívio de uns pode ser o terror de outros, uma espécie de (...)