Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Domingo à tarde

Senta-te, desfruta e serve-te enquanto vou ali fazer uma sestinha

04.Out.17

o medo de perder a madrugada

David Marinho
Na madrugada da vida ouvem-se o bater das lágrimas no chão são tudo o que somos, o que sonhamos são a cabeça, são os medos do coração.   As teclas do piano fluem fluem notas, ouvem-se palmas no fim é parte do meu sonho que não tive que seriam parte de mim.   E no fim sobra o medo que percamos tudo o que amamos porque na lei da vida, hoje estamos bem e infelizmente depois já não estamos.   Aquela voz, aquele timbre aquela nota deprimida que não gosto foi a gota de água para (...)